Select Page

Semana passada falamos sobre desenvolver sonhadores. Nós falamos que a melhor maneira para fazer isso é entender que o sucesso encontra-se nas pessoas e nós precisamos motivá-las e não manipulá-las. Então nós precisamos…

Organizar a fim de Maximizar

Muitas igrejas tem uma estrutura organizacional. O problema é que organização não funciona. Faça a organização funcionar pra você. Permitir que a igreja trabalhe para a organização é como o rabo balançar o cachorro. Maximize o potencial da igreja através de uma organização efetiva. Ensine aos obreiros a entender como a organização funciona. Um pouco de instrução vai levá-los mais longe.

Conduza os obreiros a entender como eles podem se relacionar com toda a organização. Certifique-se de treiná-los em suas áreas de responsabilidade. Quando avaliar a liderança, compartilhe honestamente as altas expectativas da igreja com relação à eles. Use sua habilidade para desenvolver uma organização que fará o seu trabalho mais fácil e irá progredir a obra do reino de Cristo.

A instrução de Jetro para Moisés proporciona uma base excepcional para a organização.

 

Dependa do Espírito Santo

            Jesus prometeu poder com a chegada do Espírito Santo (Mateus 28:20; Atos 1:8). As igrejas se dão mal porque elas tentam fazer tudo sozinhas. Muitos pastores e equipes tem igrejas difíceis porque eles não aprenderam sobre o poder da oração e a dependência no Espírito Santo.

            Cá entre nós, algumas igrejas são igrejas muito difíceis. Essas igrejas não tiveram líderes visionários. Quando se tem uma igreja conduzida por “diáconos”, quem tem a visão não tem a oportunidade para trabalhar ou operar dentro das diretrizes de Deus. Você precisa levar isso em consideração. Todavia, nem toda igreja é difícil. Algumas vezes a liderança não sabe para qual caminho seguir. É aí que você recorre à oração para orientação e direção. O Espírito Santo é o seu guia. Às vezes a igreja é difícil de liderar porque as pessoas não tem uma visão para seguir. Você já deve ter ouvido, “Sem visão, o povo perece.” Na tradução Harbin, “Sem visão o povo dispersa.”

            Eu sei que quando eu era um pastor mais jovem, eu tirava um tempo da igreja todo ano para orar e planejar o futuro da igreja. Não era um tempo de férias. Isso era para a família. O propósito desse tempo era sair e passar tempo com Deus para buscar direcionamento e ouvir Sua voz. Orar e escutar de Deus era crucial para minha missão e meu ministério. Eu tirava aquela semana, ficava em um hotel com serviço de quarto, orava e buscava a face de Deus. Eu fazia longas caminhadas para que Ele pudesse falar comigo.

            Depois de passar essa semana com Deus, eu reunía a equipe e compartilhava o que eu senti que era a direção de Deus para a igreja. Em outras palavras, repetir a visão e compartilhar como nós iríamos usar esse próximo ano no ministério e nas pregações para direcionar a igreja rumo ao objetivo principal de alcançar a visão: ganhando pessoas para Jesus Cristo.

            Promover a visão era muito importante para a vida e a missão da igreja para gerar entusiasmo pelo o que Deus tem feito e dito. Para isso acontecer, eu precisava que a equipe estivesse na mesma página que eu e visse o que Deus estava fazendo e como Ele estava guiando. Vale a pena ressaltar que eu não tinha a liberdade de escolher a minha equipe no começo. Era a responsabilidade de um comitê trazer as pessoas adequadas para mim. Às vezes, isso tornava as coisas mais difíceis. Eu tinha sim a liberdade de rejeitar um candidato e eu fazia isso com uma certa frequência.

            Embora eu não os escolhesse, eu os ganhava através da visão e direção da igreja. Em algumas semanas, nós estávamos trabalhando como uma máquina bem lubrificada.

            O lado bom é que isso foi nos anos 80 e nossa igreja estava em transição entre ser comandada por diáconos a ser comandada pela equipe contratada. Eu fui abençoado por estar em uma igreja que seguia minha liderança porque eles acreditavam que eu estava sendo guiado pelo Espírito Santo. As reuniões com os diáconos mudaram de um reunião direcionada por um planejamento para uma reunião orientada pelo ministério. O Espírito Santo estava em controle do que estávamos fazendo.